sexta-feira, setembro 03, 2010

Just sayin' #79

Não há motivo nenhum para este colectivo de juízes ter condenado Carlos Cruz a sete anos de prisão. Diz Ricardo Sá Fernandes, advogado.

Está então a dizer que as vitimas mentem. Ou mantêm a tese da cabala: o complot para acabar com a carreira, com a vida no fundo, de Carlos Cruz. Hugo Marçal continua a brincar com as palavras e a dizer que anda meio mundo a gozar com dois ou três. Vai recorrer e afirma que o colectivo gozou com ele. Jorge Ritto também é inocente, são todos de resto, dizem. Acusam o tribunal de não fazer justiça. Falam em desalento em relação ao estado de direito (Ferreira Dinis). A outra é absolvida porque houve uma alteração legislativa. E o Bibi leva com dezoito em cima. Pedro Namora chora (de felicidade?). Os três juízes condenam, mas deixam muitas perguntas no ar. Ficam muitas interrogações, demasiadas. No fundo, sabemos todos muito pouco. Vão todos recorrer embora ainda nenhum tenha o acórdão na mão. Ainda não sabem grande coisa, mas já sabem que vão recorrer. São inocentes, apesar de terem sido condenados. Carlos Cruz, Serra Lopes e Ricardo Sá Fernandes dizem que nos vão explicar tudo, ainda hoje, já de seguida aliás, no Hotel Altis. O que é tudo, afinal? É o tudo na versão Carlos Cruz? É o tudo na versão das vitimas?

Stay tunned, que o circo está na rua. 
Quem foi que disse que isto acabava hoje?

with love,
Littlemisstaken.

2 comentários:

Marianne disse...

E a reacção do Manuel Abrantes, a dizer que agora já não sente que deva obedecer às leis do tribunal?? Estava a ouvi-lo e a pensar "este gajo ainda desata aos tiros a alguém!"...

Littlemisstaken disse...

E a arrogância, meu deus, quanta arrogância!